NOVEMBRO AZUL

postado em: Notícias | 0

O Novembro Azul é uma campanha de conscientização realizada no mês de novembro cujo objetivo é esclarecer a população masculina, sobre a doença enfatizando a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata. O Novembro Azul surgiu na Austrália em 2003 durante as comemorações do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, realizado a 17 de novembro.

 

Seu principal objetivo é eliminar o preconceito masculino de ir ao médico e submeter-se ao exame de toque. Em 2014, foram realizadas 2.200 ações em todo o país, utilizando como referenciais celebridades do esporte, como Zico, Emerson Fittipaldi, Rubens Barrichello e outros.  A campanha teve intensa divulgação e receptividade, havendo muitas palestras educativas e interferências em eventos populares.

 

O CÂNCER DE PRÓSTATA

 

O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, sendo o primeiro o câncer de pele. Atinge principalmente os homens com idade superior a 50 anos – e mais especificamente aqueles que já passaram dos 65 anos.

 

Geralmente, os sintomas desse câncer só se apresentam em estágio mais avançado, mas é possível ficar alerta quanto a certos indicadores:

Sensações de queimação ao urinar;

Dificuldades de urinar;

Necessidade de urinar mais vezes durante o dia;

Dores lombares, nos joelhos e nos ossos;

Insuficiência renal;

Infecção generalizada.

 

DIAGNÓSTICO PRECOCE

 

Em seu estágio inicial, o câncer de próstata apresenta 90% de chances de cura. O exame para diagnosticar a doença é uma combinação de toque retal e exame de sangue (PSA), mas somente a biópsia pode confirmar a existência ou não do câncer de próstata. É importante que toda a população brasileira, em especial os homens, acompanhe as movimentações do Novembro Azul , dando sua parcela de contribuição e apoio à campanha.

 

Se você tem 50 anos, vá ao urologista. Em caso de histórico familiar ou se for de raça negra, a idade diminui para 45 anos.

 

A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem se consultar com o urologista.

 

FONTE: UGT MG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − quatro =