Nota de repúdio à aprovação da Reforma Trabalhista

postado em: Notícias | 0

Mais um golpe contra os trabalhadores    

          

A reforma trabalhista aprovada no Senado e sancionada pelo usurpador Michel Temer, representa um retrocesso sem precedentes em termos de legislação no Brasil. Os mais de 100 pontos que foram alterados na CLT só trazem perdas para os trabalhadores, enfraquece os sindicatos e destrói as bases do direito do trabalho.

 

O Senado Federal, em especial os 50 senadores que votaram SIM pela reforma, deixou de cumprir o papel de representar os interesses do povo brasileiro, e legislaram uma matéria que atende exclusivamente aos interesses do capital. Os senadores Aécio, Anastasia e Perrela que também votaram sim, serão eternamente lembrados como os traidores dos trabalhadores de Minas Gerais, e nas eleições em 2018 receberão a devida resposta nas urnas.

 

O Sindicato dos Comerciários de Betim e região lamenta e repudia mais esse golpe contra os trabalhadores. Não bastasse os recursos em saúde e educação serem congelados por 20 anos, temos agora uma legislação trabalhista totalmente desfavorável para quem produz toda a riqueza desse país. O tempo irá mostrar os danos dessa perversa lei. O aumento do desemprego, a ampliação da informalidade, a estagnação dos salários e a precarização nas relações entre patrões e empregados, são alguns dos fatores que a nova legislação irá trazer a tona. A regra imposta pela nova lei é trabalhar mais e ganhar menos, sem reclamar.

 

Estamos diante de um futuro incerto, obscuro e com poucas perspectivas. Porém, a luz ao final do túnel para a classe trabalhadora ainda é, e sempre será a luta nas ruas. De cabeça erguida e com a ousadia de sempre, a direção do Sindicato dos Comerciários de Betim e região mantém seu compromisso de continuar firme em defesa dos trabalhadores. Fora Temer e Diretas já é o nosso lema. Seguimos em frente, a luta agora é ainda mais árdua e não desistiremos!

 

A Diretoria – SEC Betim e região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + 8 =