Lugar de mulher é onde ela quiser!

postado em: Notícias | 0

O Dia Internacional da Mulher vai muito além de presenteá-las com flores, bombons e comemorações. A data comemorativa foi oficializada pela Organização das Nações Unidas na década de 1970. Há uma história de uma tragédia em 8 de março de 1857, na qual 129 operárias morreram carbonizadas em um incêndio ocorrido nas instalações de uma fábrica têxtil na cidade de Nova York que já foi muito divulgado nos meios de comunicação, porém estudiosos descobriram algumas distorções desse fato histórico . O incêndio que de fato aconteceu e foi considerado um dos marcos para o estabelecimento do Dia das Mulheres, ocorreu em Nova York, no dia 25 de março de 1911, vitimou 146 pessoas, 125 mulheres e 21 homens, sendo a maioria dos mortos judeus. 

A data do dia das mulheres precisa ir muito além do que presentes e comemorações e sim simbolizar a luta histórica das mulheres na busca para terem suas condições equiparadas às dos homens. Inicialmente, essa data remetia à reivindicação por igualdade salarial, mas com o engajamento e empoderamento das mulheres, atualmente, simboliza a luta não apenas contra a desigualdade salarial, mas também contra o machismo e a violência. Sendo assim, é importante afirmar que o Dia Internacional da Mulher não foi criado por influência de uma tragédia, mas sim por décadas de engajamento político das mulheres pelo reconhecimento de sua causa.

No decorrer da história as mulheres têm assumido cada vez mais o protagonismo de suas vidas. As mulheres têm lutado cada vez mais por direitos políticos e sociais. E toda essa mudança não acontece por acaso da noite para o dia, mas é consequência da organização das mulheres que lutaram e ainda lutam exigindo respeito e dignidade, desde sua origem nos movimentos sociais que surgiram no período das revoluções liberais como a Revolução Francesa e a Revolução Americana.

Durante vários séculos, as mulheres estiveram relegadas ao ambiente doméstico e subalternas ao poder das figuras do pai e do marido. Hoje defendemos cada vez mais que as mulheres continuem alcançando seus espaços e propondo debates em questões relacionadas à sexualidade feminina, ao combate da violência contra a mulher, que avancem na atuação política e nos setores de poder.

Por isso celebrar o 8 de março significa reafirmar a importância da luta das mulheres por uma sociedade mais justa e inclusiva.

Mulheres comerciárias guerreiras: lutem por seus direitos, defendam seus ideais e não abram mão de sua dignidade.

 Viva o 8 de Março, Dia Internacional de Luta das Mulheres!

Diretoria do SEC Betim e Região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =