Sindicato encontra barreiras na luta para inclusão de trabalhadores do comércio de Betim na fila de vacinação prioritária contra covid-19

postado em: Notícias | 0
Secretaria municipal de saúde da esqueda pra direita Vereador Tiago Santana(PCdoB), Augusto Viana, Thiago Henrique, Valdir Rocha e Adelmo Dias Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira (28) de junho, o presidente do sindicato, Thiago Henrique, realizou mais uma agenda para garantir o direito dos trabalhadores no comércio considerados essenciais para a economia durante a pandemia. Na ocasião, receberam o presidente do sindicato para uma reunião, o vereador Tiago Santana (PCdoB), junto do secretário municipal da Saúde de Betim, Augusto Viana.

O Sindicato encontra dificuldade para conseguir que os comerciários sejam vacinados neste momento, tendo em vista que o baixo número de vacinas prejudicaram até o planejamento de grupos prioritários. Em uma das cidades que mais tem a capacidade de vacinação, que é o caso de Betim. “Temos infraestrutura logística e de armazenamento, além de profissionais de saúde qualificados, mas, infelizmente, esbarramos na desproporcionalidade da distribuição dos imunizantes, algo que não está sob nosso controle”, Explica, Augusto Viana.

O vereador Tiago Santana (PCdoB), que é líder de governo na Câmara, acompanha de perto o pedido da categoria dos comerciários, autor do projeto de Lei 125/2021 que, se aprovado, tornaria prioritário para a vacinação contra Covid-19 a categoria de trabalhadores do comércio essencial para receber imunizantes. Externou sua opinião sobre o déficit de vacinas que a cidade deveria ter recebido do governo do estado. Segundo, Tiago seriam cerca de 70.000 doses a mais de vacinas contra o novo coronavírus que deveriam ter sido repassadas ao município pelo governo de Minas até agora.

Sindicato monitora também, projeto de lei na Câmara dos Deputados

O deputado Luiz Carlos Motta (PL), apresentou proposta para incluir os trabalhadores do comércio em prioridade na vacinação durante a pandemia, ainda pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). O Projeto de Lei 5480/20 inclui os trabalhadores do comércio na relação de profissionais considerados essenciais ao controle de doenças e à manutenção da ordem pública. A proposta altera a Lei 13979/20, que trata das medidas para enfrentamento da pandemia de Covid-19.

Luta pela vida

O secretário municipal da Saúde de Betim, Augusto Viana, junto com o vereador Tiago Santana, propuseram continuar a travar essa importante batalha com o governo do estado para que Betim, receba a quantidade apropriada de vacinas, que lhe é de direito, para assim avançar na imunização de sua população. O presidente do sindicato informa que continua na luta pela vacinação de todos os trabalhadores e trabalhadoras do comércio das cidades de sua atuação. E também de toda a população Brasileira. “É preciso que o governo garanta vacinação para todos já, testagem em massa e auxílio emergencial, até que a pandemia esteja sob controle”, finaliza Thiago Henrique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis + catorze =